Marketing Digital pode ajudar sua empresa durante a pandemia e a quarentena

Em março de 2020 a pandemia do COVID-19 ganhou mais força no Brasil, a quarentena tem sido algo comum para grande parte da população brasileira. Resultado: as pessoas estão mais tempo conectadas à internet.

Isso acentua o já grande uso da rede pelas pessoas e abre uma oportunidade para as empresas investirem mais no Marketing Digital do seu negócio, até porque agora que todos estão em quarentena, além da televisão, o melhor meio das marcas poderem alcançar seus clientes ou possíveis clientes é por meio do mundo online.

Diante de situações extremas sempre temos duas escolhas: Ficar parado ou escolher agir!

Os canais digitais NUNCA FORAM tão importantes como agora.

Manter a sua presença ativa é minimizar os impactos da pandemia no seu negócio.

Com o Marketing Digital, mesmo em tempos de quarentena, você pode manter o seu público, fornecedores e clientes informados sobre o seu negócio!

Também, é possível manter o seu posicionamento ativo através da sua estratégia de conteúdo.

Afinal, o mundo não parou! As pessoas ainda têm suas tarefas e problemas cotidianos e coisas boas continuam acontecendo.

Sendo assim, manter a sua audiência engajada com boas dicas, histórias e informações relevantes é essencial.

Personal trainers estão passando aulas gratuitas pelos stories, instrutores de yoga fazendo o mesmo. Grandes artistas fazendo “shows” ao vivo. Médicos atendendo por vídeo chamada.

Até os trabalhos mais “manuais” possíveis estão fazendo o uso da internet e de seus recursos para manter o relacionamento com os seu clientes.

Pensar positivamente em ações que podem ajudar as pessoas a se distrair, estudar e até mesmo evoluir neste momento estranho é uma ótima forma de construir um bom relacionamento marca X cliente – mesmo que você não esteja lucrando com isso.

REDES SOCIAIS

Com o maior tráfego de pessoas nas redes sociais durante a quarentena, especialmente no Instagram, no YouTube, no Facebook ou utilizando o TikTok, é essencial olhar para elas também. Já falamos aqui no blog da importância das redes sociais para sua empresa e, se você é profissional autônomo, também é essencial estar presente nas redes.

As principais vantagens de investir em redes sociais é que elas impactam quem você realmente quer ou precisa impactar, permitem medir resultados com mais precisão e ainda dão mais autenticidade à marca (quando bem utilizadas), aproximando-a dos clientes.

Você ou sua empresa não precisam estar em todas as redes: é interessante observar onde estão suas personas e focar nessas redes.

O DIGITAL GANHA FORÇA E VOCÊ PRECISA ESTAR NELE

Apesar de muitas áreas do mercado estarem sendo afetadas com essa pandemia, o digital ganha força, até porque muitos comércios que antes só ficavam nas ruas, agora terão que se adaptar para o mundo online.

Isso aumenta a concorrência no mundo digital e também valoriza a divulgação via internet, tendo em vista que esses novos negócios vão buscar fazer com excelência essa adaptação.

Por isso, e mais do que nunca, a sua empresa precisa focar em um bom Marketing Digital e se adaptar ao novo cenário de quarentena que estamos vivendo.

Nós, da PlinDigital, estamos aqui para ajudá-lo da melhor maneira neste momento. Juntos, vamos colocar a sua empresa bem presente no mundo online. Vem com a gente?!

Entre em contato! Na Plin fazemos:
Planejamento digital
Marketing de Conteúdo
Estratégia digital para o seu negócio
e-mail: mari@plindigital.com
www.plindigital.com
51 9 8225 0065

8 dicas simples de marketing digital que seus concorrentes provavelmente não sabem

Você sente que está atrasado em relação à concorrência e precisa de algumas dicas de marketing digital?

Como proprietário de uma pequena empresa, é muito fácil se sentir assim. Afinal, você não é uma grande empresa que pode contratar um exército de profissionais de marketing digital para acompanhar as últimas dicas de marketing digital.

Mas isso não significa que você não pode se tornar um exército de um homem / uma mulher.

Suas armas são seu conhecimento. Depois de ler este artigo, você poderá pegar suas armas e vencer seus concorrentes!

Existem muitas armas diferentes que podem levar você ao sucesso.

Mas a maioria dos seus concorrentes não sabe como manejá-los.

Este artigo se concentrará nas dicas mais populares de marketing digital. Eles são populares porque funcionam. Mas somente se você souber por que, como e quando usá-los.

Dicas de marketing digital acionáveis ​​para o seu negócio

1. Ovos em muitas cestas

Este é um erro que muitos empresários novatos cometem – tentando fazer tudo de uma vez com pouca experiência anterior.

Você configurou 10 contas de mídia social. Você configurou uma campanha PPC (PPC significa pay-per-click, um modelo de marketing na internet no qual os anunciantes pagam uma taxa cada vez que um de seus anúncios é clicado). Você define um cronograma rigoroso de blogs sobre um tópico que ainda não foi pesquisado adequadamente.

E o pior é que você nunca usou mais da metade dessas plataformas de mídia social no passado!

Soa familiar?

Se sim, então pare. O pior erro que um novo empresário pode cometer é tentar gerenciar muitas novas contas de mídia social ao mesmo tempo. Veremos esse erro na próxima seção.

Mas, por enquanto, a lição que queremos que você entenda é: menos é mais.Quando você está começando, foco e consistência devem ser seus objetivos principais.

Foco: se você tentar lançar várias campanhas ao mesmo tempo, não apenas ficará totalmente impressionado, como também terá dificuldade em determinar quais campanhas de marketing foram bem-sucedidas.

Consistência: essa será a chave para fazer seus negócios decolarem.

  • Ser consistente nas mídias sociais criará seguidores fiéis.
  • Ser consistente em seus blogs criará uma base de clientes fiéis e transformará perspectivas novas e frias em novos compradores.
  • Ser consistente em SEO significa que você economizará dinheiro a longo prazo, em vez de depender muito de publicidade paga.

Muitos pequenos empresários tentam fazer tudo de uma só vez e caem de cara no chão.

Mas você não precisa ser um deles. Seguindo essas dicas de marketing digital, você já estará à frente do jogo.

2. Encontre seu lugar nas mídias sociais

A maioria dos proprietários de pequenas empresas sabe que precisa estar nas mídias sociais. Afinal, a mídia social não vai a lugar nenhum. Em 2019, 79% dos americanos tinham um perfil de mídia social!

Para a maioria das marcas, esta é uma receita para o desastre.

Como novo proprietário de uma pequena empresa, seu objetivo deve ser encontrar seu lugar nas mídias sociais. Isso significa que, no começo, você deve se concentrar apenas em, no máximo, algumas plataformas de mídia social com as quais você já está se sentindo confortável.

Agora, após um tempo de marketing nessas plataformas, observe quantas interações você está recebendo.

Por exemplo, se o Instagram não estiver comprometendo você, siga em frente e foque na plataforma que oferece!

O objetivo aqui é encontrar as plataformas de mídia social que oferecem o mais alto nível de interações (curtidas, compartilhamentos e comentários).

E a lição aqui é: não se preocupe em desperdiçar seu tempo em uma plataforma se o seu público simplesmente não estiver lá!

Descubra onde está a maioria do seu público e publique nessas plataformas de forma consistente para criar seguidores leais nas mídias sociais.

3. Marketing de influência

O marketing de influenciadores é relativamente novo no campo das dicas de marketing digital. De fato, a maior parte da sua concorrência provavelmente nunca ouviu falar disso!

E para quem tem, provavelmente está fazendo o caminho errado.

Mas o marketing de influenciadores pode ser uma ferramenta muito poderosa quando usada corretamente.

Então, o que exatamente é o marketing de influenciadores?

Simplificando, significa que, em vez de fazer marketing diretamente para o seu público-alvo, você paga ou inspira pessoas influentes em seu nicho para divulgar suas informações.

Quando se trata de usuários de mídia social, os influenciadores são basicamente as referências mais fortes que sua empresa pode obter.

Por exemplo, uma pesquisa da Collective Bias mostrou que 30% dos consumidores têm maior probabilidade de comprar um produto recomendado por um blogueiro que não é celebridade.

O marketing de influenciadores é especialmente eficaz nos millennials, já que 70% dos consumidores millennials são influenciados pelas recomendações de seus pares na tomada de decisões de compra.

Portanto, você deve sempre estar atento a possíveis influenciadores futuros em seu nicho. Você deseja se envolver com eles para criar visibilidade da sua marca.

Então, o que outros proprietários de pequenas empresas erram com o marketing de influenciadores, você pergunta?

Muitos proprietários de pequenas empresas ainda pensam que fazer muitos blogs de visitantes (uma forma de marketing de influenciadores) e obter muitos backlinks aumentará o SEO e direcionará o tráfego.

Isso era verdade no passado, mas não mais. Hoje em dia, os proprietários de pequenas empresas precisam adotar cuidadosamente os blogs de visitantes e obter backlinks porque o Google reprimiu essa prática várias vezes no passado. O Google penaliza sites que abusam dessa prática, e não é isso que você deseja para seu novo site!

Agora, isso não quer dizer que os blogs convidados sejam inerentemente uma prática ruim. Longe disso! Mas isso não deve ser feito de maneira spam. Em vez disso, deve ser feito com os principais objetivos em mente:

  • Promoção da marca.
  • Construir credibilidade apoiando-se nos ombros dos gigantes da indústria.
  • Tocando em outra comunidade.

4. Não subestime ter uma lista de e-mail

Uma lista de e-mails é provavelmente um dos ativos mais valiosos e responsivos que você pode ter.

  • Valioso – a empresa de software de CRMHatchbuck descobriu que os clientes que compram produtos por email gastam 138% a mais!
  • Responsivo – de acordo com o QuickSprout, os assinantes de e-mail têm uma probabilidade três vezes maior de compartilhar conteúdo nas mídias sociais!

E, diferentemente de seus seguidores e fãs de mídias sociais, você é o proprietário de sua lista de email marketing.

Mas acredite ou não, muitos de seus concorrentes nem sequer pensam em ter uma lista de e-mail. Em vez disso, eles cometem o erro de pensar que podem se safar apenas construindo seguidores nas mídias sociais.

É claro que ter um forte número de seguidores nas mídias sociais é muito importante! Mas quando se trata de transformar perspectivas frias em clientes pagantes, o email marketing é uma das melhores maneiras de fazê-lo.

5. A regra 80-20 para o conteúdo

A regra 80-20 significa que 80% do seu sucesso virá de 20% dos seus esforços. Esta regra se aplica a praticamente tudo, inclusive ao seu conteúdo. Seu conteúdo pode ser criado em uma variedade de mídias diferentes.

Por exemplo: vídeos, seminários on-line, postagens em blogs, infográficos etc.

Então, como a regra 80-20 se aplica?

Simplesmente, 80% do seu conteúdo deve comunicar VALUE e 20% dele devem se concentrar em promoções. Conteúdo valioso significa conteúdo exclusivo, atualizado, oportuno, relevante e resolve problemas reais para seu público-alvo.

Seu sucesso virá de 20% de seus esforços, mas outros 80% são necessários para impulsioná-lo!

Muitos pequenos empresários têm o contrário. 80% do conteúdo de seu blog é excessivamente vendido e apenas 20% contém informações úteis ou valiosas!

Se você não está convencido sobre o valor da criação de conteúdo útil, reserve um momento para refletir sobre o fato de que as empresas com blogs recebem 67% mais leads do que as empresas sem blogs.

Outros benefícios de ter um blog incluem:

  • Obtendo mais tráfego direcionado.
  • Adiciona um elemento humano à sua marca, criando confiança e lealdade com seus clientes.
  • Econômico e simples de configurar.

6. Quando confiar no SEO

Todo pequeno empresário que se aventura no mundo das dicas de marketing digital já ouviu falar em SEO.

Ainda assim, muitos deles se esquivam disso porque acham que é complicado e consome muito tempo.

Embora essas duas coisas possam ser verdadeiras, o SEO ainda é a melhor maneira de direcionar tráfego livre para o seu site.

Mesmo algo tão simples como o nome da sua empresa pode influenciar sua classificação no mecanismo de pesquisa. De acordo com o Guia de SEO local da empresa de SEO, as empresas com uma palavra-chave forte em seu nome comercial classificam 1,5 pontos a mais que as empresas sem uma palavra-chave em seu nome comercial.

Em vez de focar em uma estratégia de SEO de longo prazo, muitas pequenas empresas gastam seu orçamento de marketing digital em anúncios PPC ao iniciar. Falaremos mais sobre isso na próxima seção.

Então, quais são as diferentes áreas que o SEO abrange?

Há um monte. Mas de um modo geral, estes são os principais:

  • Otimização de sites.
  • Otimização de página.
  • Otimização de dispositivos.
  • Edifício da ligação credível.

Existem muitas outras subcategorias dessas áreas principais. Por exemplo, o uso de palavras-chave é uma subcategoria de otimização de página.

Há muito o que aprender. Mas aprender e implementar o SEO proporcionará melhor visibilidade ao seu site nos mecanismos de pesquisa.

E para ter uma ideia de quão importante é o SEO para a visibilidade do site, você pode ver as atualizações anteriores do Google. Uma atualização muito importante do Google criou sites que não respondem a vários dispositivos digitais nem aparecem nos resultados da pesquisa!

Agora, felizmente, você não precisa aprender SEO sozinho, porque conhece uma agência de SEO(seus amigos na LYFE Marketing).

Mas você ainda deve aprender o básico do SEO e quais serão as expectativas de um especialista em SEO.

A contratação de um especialista em SEO vale a pena. O especialista em SEO ajudará você a realizar uma auditoria de SEO, que inclui a análise de como os usuários estão interagindo com seu site e suas plataformas de mídia social.

E, finalmente, não espere tráfego imediato de SEO. Isso pode acontecer, mas é bem raro. Em vez disso, procure publicidade paga para obter tráfego rápido.

7. Quando usar publicidade paga

Como abordamos na seção anterior, muitos proprietários de pequenas empresas gastam muito do seu capital de giro em PPC. Eles têm a ideia certa – gaste dinheiro em publicidade paga no começo para receber algum tráfego.

Mas, na ausência de um funil de vendas e de uma estratégia de SEO de longo prazo, eles começam a confiar no PPC para impulsionar a maior parte de suas vendas. Este não é um método de marketing digital sustentável por si só.

O erro deles é que eles acabam confundindo “mais tráfego” com “mais vendas”.

Mas tudo o que eles acabam fazendo é obter perspectivas mais friases em vendas. E na publicidade PPC em que você paga por cada clique, isso pode ficar caro se você não estiver fazendo conversões com seus cliques.

Mais tráfego é ótimo, mas sem um funil de marketing, você não obterá os melhores resultados.

Em vez disso, você deve seguir estas 3 etapas simples:

  1. Crie uma oferta relevante e atraente. Por exemplo, seu boletim informativo ou um e-book gratuito.
  2. Crie um ótimo conteúdo para o site.
  3. Crie anúncios PPC direcionados para levar as pessoas ao seu site.

Lembre-se de uma das dicas mais importantes de marketing digital – o tráfego não é tudo.

Um erro amador é esperar transformar perspectivas frias em compradores imediatos. Traga-os primeiro e depois os converta em compradores mais tarde.

8. Aprimore a experiência do usuário

Melhorar a experiência do usuário (UX) será a cola que une cada uma de suas estratégias.

A seguir, são apresentadas maneiras comuns e populares de fazer isso. Há também muito mais métricas e dicas de marketing digital para medir a experiência do usuário.

  • O conteúdo do seu site.
  • Os canais de comunicação que você usa.
  • Uma interface de usuário intuitiva (UI).
  • Velocidade de carregamento do seu site.
  • Navegação intuitiva no menu.
  • Chatbots para auxiliar na comunicação.
  • Um tom simples para o seu conteúdo.

Para fazer as melhores escolhas para essas diferentes áreas, você precisará aprender mais sobre seu público-alvo.

Contrate a Plin Digital:
Planejamento digital
Marketing de Conteúdo
Estratégia digital para o seu negócio
e-mail: mari@plindigital.com
www.plindigital.com
51 9 8225 0065

5 dicas para aumentar o alcance dos seus posts no Facebook

O Facebook possui mais de 1 bilhão de usuários ativos que todos os dias olham o feed de notícias, publicam e compartilham conteúdo, além de engajar com os amigos e marcas.

Se você tem dificuldades em gerar curtidas, comentários e compartilhamentos, se lembre que as respostas dos seus amigos em relação ao conteúdo que você compartilha são um sinal sobre a estratégia que utiliza.

1 – Publique vídeos
Pesquisas indicam que vídeos possuem 135% de alcance maior que as imagens. No Facebook, é fácil postar um vídeo, seja ele seu próprio upload ou link do Youtube. Na verdade, a rede prefere que você publique os vídeos diretamente de sua plataforma original.
Vídeos ao vivo recebem 10 vezes mais comentários que os gravados e editados. É uma forma excelente de aumentar sua visibilidade no Facebook, mas infelizmente ainda não está disponível para todos os usuários.

2 – Cite outras pessoas na sua página
Quando for escrever sobre alguma empresa, sobre alguém ou citar algum perfil na sua fanpage do Facebook coloque o sinal de arroba (@) mais o nome do perfil, para que essa pessoa seja notificada sobre o post que você a citou. Esse fator funciona como a menção do Twitter, fazendo isso será criado um link para o perfil citado e você poderá partilhar informações com outras pessoas, dar créditos a artigos alheios, fazer indicações, enfim, tudo que você julgar necessário que um outro perfil saiba que está sendo mencionado.

3 – Mantenha seu público informado
Mantenha seu público informado sobre o setor de mercado onde é de interesse dele e que tenha ligação com sua empresa. Envie notícias, artigos, oportunidades de emprego, datas de eventos para aquele nicho de mercado etc.
Se você não é gerador de conteúdo não tem problema, faça buscas dessas informações pela internet e ofereça conteúdo de qualidade para seu público, se você escolher boas informações de outros sites estará eliminando o trabalho do seu fã ter que buscar aquele conteúdo.

4 – Poste nos melhores horários
Cada empresa possui um público-alvo. Como cada público-alvo é composto por diferentes pessoas, os horários em que os curtidores de uma página estão online variam. Apenas com uma análise das informações providas pelo próprio Facebook você descobrirá o seu “horário nobre”.
Saber seu “horário nobre” é importante porque raramente um post tem vida útil de mais de duas horas na timeline dos usuários. Estar atento aos melhores horários é muito importante para aumentar a sua visibilidade no Facebook.
Você pode começar usando alguns dados gerais do próprio Facebook aqui no Brasil. Teste e continue a analisar os resultados:

* 86% dos posts acontecem durante a semana de trabalho.
* Os dias com maior atenção dos usuários no Facebook são quinta e sexta-feira.
* De segunda a quarta, a taxa de engajamento é mais baixa.
* O índice de felicidade aumenta 10% na sexta-feira (e a dica aqui é postar conteúdos leves e descontraídos para melhorar ainda mais o humor dos usuários).
* Poste entre 9h e 19h, mas o horário ideal para compartilhamentos é 12h.

5 – Otimize sua publicação para buscas (SEO)
Dá para usar estratégias de SEO (Search Engine Optimization) nos seus posts? Claro que sim! Escolha as palavras-chave mais indicadas para o seu público e insira-as de forma relevante e estratégica no seu post. Use também imagens relacionadas e links do seu site associados a essas publicações.
Lembrando: é primordial que o conteúdo publicado tenha realmente a ver com a palavra-chave que consta nele.

Contrate a Plin Digital:
Planejamento digital
Marketing de Conteúdo
Estratégia digital para o seu negócio
e-mail: mari@plindigital.com
www.plindigital.com
51 9 8225 0065

Tendências 2020: busca por imagem


Pode parecer um clichê usar aquela máxima do pensador Confúcio, de que “uma imagem vale mais do que mil palavras”, mas nesse meio é uma grande verdade. O poder da imagem no marketing é forte.

E hoje em dia temos muitos estudos que comprovam essa afirmação:

* 90% das informações transmitidas ao cérebro são visuais, e as imagens são processadas 60 mil vezes mais rápido no cérebro que os textos. (Fontes: 3M e Zabisco)
* 40% das pessoas respondem melhor à informação visual do que a um texto simples. (Fonte: Zabisco)

 


Os seres humanos são naturalmente atraídos para o conteúdo visual.

Quer se trate de uma imagem ou de um vídeo, as pessoas preferem consumir informações em formato visual, pois é mais atraente, e isso leva ao aumento do engajamento e melhor performance de um post.

O nosso cérebro processa as imagens simultaneamente e os textos são processados em sequência. Por isso é muito mais rápido absorver as informações visuais.

A fotografia nas redes sociais

Se uma postagem tem uma foto, a interação com ela tende a ser maior. Por exemplo, em uma rede social como o Facebook, o engajamento dos posts cresce com a existência de uma foto, aumentando as curtidas e também os comentários. De fato, o envolvimento em posts com imagens aumenta em cerca de 230%.

O mesmo acontece no Twitter, já que um tweet com foto recebe, em média, até 35% a mais de RTs. Diante disso, é possível entender o sucesso de outra rede conhecida: o Instagram.

Se você deseja anunciar algo na rede, entenda que um dos pontos principais deve ser promover a identificação com o público. E, em geral, a imagem é uma ótima forma de conseguir isso.

Por isso, a busca por imagens está cada vez mais próxima do usuário. Quer saber mais sobre essa tendência para 2020? Dá o play no vídeo abaixo!

Conheça apostas do Google de planejamento para PMEs

Durante o Google Retail Summit, realizado em agosto de 2019, em São Paulo, o Google forneceu insights da mais recente pesquisa para que os varejistas consigam vender mais, não só na Black Friday, com ações simples de planejamento.

As grandes empresas se antecipam e se organizam durante o ano todo para a data, mas e como ficam as PMEs (Pequenas e Médias Empresas)? Pesquisa divulgada mostra que, com planejamento, as PMEs podem se sobressair aos olhos dos consumidores e lucrar nessa época do ano.

Preço não é tudo

De acordo com a pesquisa, em 2018 a percepção de “preços iguais” e preço alto definiu os escolhidos. 68% dos entrevistados afirmaram ter deixado de comprar algum produto porque os preços estavam muito altos. Mas o preço não é tudo. Mais da metade dos fatores de escolha estão ligados à confiança e ao nível de serviço.

Para quem costuma adquirir produtos em grandes datas do varejo, o aspecto mais importante na hora de definir o local de compra é o “melhor preço” (30,2%), “loja conhecida” (15,9%) e “frete grátis” (15,6%).

 

 

Cross datas

A ideia de cross datas é impactar o cliente durante toda a temporada, e tem três etapas centrais:

* Construção de vitrine: é a hora de determinar quais produtos do portfólio são mais relevantes;
* Validação de estratégias: se quer lançar produtos novo, prepare sua audiência para alcançar novos clientes;
* Alavancar as vendas.

Lock-in dos clientes

Outro dado da pesquisa mostra que 57% dos e-shoppers brasileiros já fizeram compras por meio de aplicativos. Porém, se pretende usar apps, é necessário se antecipar para convencer o clientes dos benefícios que o serviço oferece para ele, como cupons de desconto.

Outro fator que retém vendas são os programas de fidelidade: o uso de programas de fidelidade cresceu 20%, 60% dos clientes que têm planos de fidelidade pretendem comprar com a marca e mais de 50% dos clientes preferem comprar em uma só loja mesmo pagando um pouco mais.

Experiência de compra

A pesquisa também revela que a experiência de compra deve ser integrada e fluida. Um em cada três vendas offline é influenciada pelo digital. Por outro lado, a presença do multicanal impulsiona o negócio nas lojas físicas, pois é cada vez mais crescente o uso da loja física para conhecer o produto e comprar online.

Facilidades de pagamento

Mecanismos que facilitam o pagamento e estimulam a compra são decisivos:

* UX: informações de cobrança lembradas e preenchidas facilitaram em 54% das vendas;
* Parcelamento: 11% dos usuários dizem que facilidade na hora do pagamento é essencial;
* Cashback: 11% dos consumidores usaram cashback na Black Friday de 2018.

 

Gostou e quer saber como alavancar suas vendas?
Contrate a Plin Digital:
Planejamento digital
Marketing de Conteúdo
Estratégia digital para o seu negócio
e-mail: mari@plindigital.com
www.plindigital.com
51 9 8225 0065

 

Tendência 2020: podcasts

Os podcasts são conteúdos que a gente escuta e pode vir a consumir em plataformas como o Spotify, por exemplo. Que recentemente divulgou alguns dados, mostrando que o número de podcasts para 2020 praticamente dobre.

Em 2019, quantidade de público consumindo este tipo de streaming foi duas vezes maior em relação a 2018.

A expectativa do Spotify é que, em 2020, 20% de todo conteúdo publicado na plataforma seja de conteúdo e não somente música.

O podcast é considerado uma forma de atrair público que tem como preferência ouvir e não ler.

Quer saber mais sobre podcast?

Dá o play no vídeo da Mari Petek:

Segundo estudo, 98% das empresas brasileiras não sabem explorar o e-commerce

Quando o assunto é marketing digital, ganha força a importância que ele tem para o mercado de tecnologia e o sucesso que pode proporcionar a um e-commerce, com técnicas próprias do ramo é possível deixar o e-commerce bem posicionado, fazendo com que ultrapasse seus concorrentes e aumente suas vendas.

No Brasil, as lojas online crescem e batem cada vez mais recordes anuais. Os empresários têm investido no mercado de e-commerce, já que no século XXI, as pessoas estão muito preocupadas com a otimização do tempo. Sendo assim, foi justamente por isso que os comércios online surgiram.

No mundo de sites de buscas por produtos, quem faz o diferencial são as empresas que respondem as diversas dúvidas e informações do consumidor de forma rápida e clara. Quando empresários investem e contratam uma empresa de marketing digital, a venda é garantida, pois se não estiverem preparadas para respostas e soluções, perderão muito de seus investimentos em marketing.

Um estudo feito pela The Boston Consulting Group, apoiado pelo Google, apontou que mesmo as principais companhias nacionais estão longe de aproveitar o poderio total do marketing digital. A pesquisa, realizada com mais de 60 empresas em dez segmentos diferentes, confirmou que o marketing digital ainda requer um longo caminho no país para ser totalmente eficaz.

A maioria das empresas (55%) ainda se encontram em estágio emergente, enquanto 37% são apontados como conectados, 6% nascentes e, em pleno aproveitamento (ou multimomento), somente 2%. “Apenas 23% das empresas integram os dados on e offline. 59% delas sequer possuem integração dos dados online”, afirmou o sócio do BCG.

Segundo pesquisa, a economia do país, nos últimos anos, trouxe desafios para muitos empresários, que buscam mais oportunidades de crescimento para sua empresa. O marketing digital deixou de ser opção e está sendo considerado o principal canal de investimentos para publicidade, utilizada por empresas de diversos portes e segmentos, devido às suas vantagens e diferenciais.

Para isso, é necessário realizar um planejamento com os objetivos da empresa, programar um planejamento de marketing digital para sua loja online, escolher uma boa plataforma para hospedar seu e-commerce, determinar as formas de pagamento oferecidas aos clientes, como débito, crédito, dinheiro ou cheque, implementar sistemas de segurança com certificados SSL para seu e-commerce, alinhar as informações da loja online com o estoque da empresa e utilizar estratégias de SEO para posicionar o seu e-commerce na primeira página do Google.

Ao utilizar uma boa estratégia de SEO, as chances de conseguir mais visitas em sua loja online são bem maiores, já que a função dessas táticas é ajudar o Google a lhe enxergar.

A PlinDigital pode auxiliar você nesta missão, tornando sua empresa mais lucrativa e, com aumento de vendas, garantindo ganhos cada vez maiores.  Quer saber mais? Entre em contato conosco.

O que é e quais os benefícios de um infográfico? Confira!

Infográfico é uma ferramenta que serve para transmitir informações através do uso de imagens, desenhos e demais elementos visuais gráficos. Normalmente, o infográfico acompanha um texto, funcionando como um resumo didático e simples do conteúdo escrito.

Por isso com infográficos, é mais fácil compartilhar e entender informações complexas. Eles são ferramentas essenciais no mundo do marketing, que vem se tornando cada vez mais visual.

A vantagem do infográfico é a sua capacidade de ser personalizado visualmente de acordo com o tipo de público-alvo a ser abordado, tema, área de atuação, entre outros. Aliás, por ser uma ferramenta visual, a apresentação gráfica do infográfico é muito importante para a sua correta interpretação.

Um bom infográfico deve ser apresentado de modo organizado, facilitando a compreensão das informações nele contidas por diferentes níveis de pessoas, desde os técnicos até os leigos no assunto, por exemplo.

Quais são os benefícios de apostar em infográficos?

Infográficos representam dados estatísticos de maneira mais intuitiva e fácil de ser consumida, uma vez que traduzem ou expõem números de um modo mais agradável, até por que nada mais intimidador que linhas e mais linhas de dados e gráficos incompreensíveis;

Têm um potencial absurdo de se tornarem virais em vista da sua atratividade e facilidade de compartilhamento;

Por se tratar de sua natureza viral, número maior de pessoas irá ser redirecionado para a sua página, garantindo maiores oportunidades de atingir posições mais altas nos buscadores;

A disposição dos elementos nesse tipo de material facilita uma leitura mais dinâmica, pois cada informação possui seu determinado espaço na peça, sendo mais fácil de ser encontrada;

Os infográficos podem aumentar o tráfego do seu site em 12%;

Podem, também, ser ótimas ferramentas de branding, uma vez que você pode — e deve — usá-los para reforçar a identidade da sua marca.

Confira alguns modelos de infográficos criados pela Plin:

Você sabe o que é o Joyz? Descubra

O Joyz é o app de doações que faz a diferença de verdade!
É uma rede focada em ter como usuários apenas pessoas engajadas em fazer o bem e ajudar quem mais precisa. No Joyz seu clique tem valor: com impacto real, todos são bem-vindos a fazer ou receber doações em dinheiro sem taxas e sem pesar no bolso de quem doa! E nós, da PlinDigital, conversamos com a criadora do aplicativo: Juliana Ferreira.

Confere o que ela disse:

PlinDigital: Como surgiu a ideia de criar o Joyz?
Juliana Ferreira: Muitos de nós já havíamos passado por momentos de frustração ao tentar fazer o bem com doações, mas sem saber ao certo se a pessoa ou entidade iria realmente fazer bom uso do dinheiro. Até pq, é difícil encontrar alguém que realmente precise quando não temos um parente próximo ou indicação de amigos.
Percebemos que as pessoas que costumam fazer campanhas solidárias utilizam principalmente o Instagram e o Facebook para divulgação. Entretanto, apesar do alto engajamento nas publicações, as doações em si, que é o que realmente farão a diferença, são baixas. Os principais motivos apontados são vergonha de doar pouco e medo de doar para uma causa que não aproveite o dinheiro devidamente.
Assim, o Joyz app surgiu para ser uma rede que aproxima aqueles que precisam de ajuda daqueles que querem ajudar, ao mesmo tempo que pode ser uma empresa lucrativa.

PD: De forma resumida, o que é o app?

JF: O Joyz app é uma nova forma de fazer e receber doações filantrópicas. É uma rede de uso fácil e divertido, que possibilita doações a partir de R$ 0,10 (um Joyz) com um único click.
As campanhas do Joyz podem ser feitas não apenas por grandes ONG’s, por exemplo. Qualquer um que tenha uma causa do bem pode criar sua campanha, seja ela para ajudar um filho doente, um abrigo de animais, uma instituição de apoio a pessoas carentes, etc. Não temos a pretensão de mudar o mundo, mas acreditamos fortemente, que podemos sim, melhorar o ambiente ao nosso redor. O clichê de que se cada um fizer um pouco, faremos a diferença, é uma verdade máxima no Joyz.

PD: Quais as diferenças dele para sites de vaquinha?
JF: Um grande diferencial, é que no Joyz as campanhas criam laços fortes com os doadores, pois os usuários retornam constantemente ao app para ver novos posts, assim como costumam fazer no Instagram. Desta forma, eles doam frequentemente e surge uma relação de longo prazo, bem diferente do que ocorre quando alguém entra em sites de vaquinha, doa e sai, sem nenhuma interação.
Além disso, damos 40 Joyz bônus (R$ 4,00) aos novos usuários, para que eles já possam fazer as primeiras doações às causas que preferirem, assim que entrarem no app e sem botar a mão no bolso, até para entenderem melhor como é o app e como usá-lo.
Ressalto que tudo o que for comprado e doado em Joyz, é repassado integralmente às campanhas, que também não pagam nenhum tipo de taxa na hora de retirar o valor arrecadado. 😉

PD: Como usar o app?
JF: Basta o usuário baixar o app Joyz e criar seu perfil com foto e descrição.
Imediatamente, o usuário já receberá seus primeiros bônus para doar a quem preferir ou manter em seu saldo caso tenha entrado no app para criar uma campanha.
Ai, é só encontrar as causas que mais agradam ao usuário para doar seus bônus no botão roxo com um “J” que fica no meio de cada foto.

Segue aqui link que ensina como usar as funções básicas do app: Como usar o app Joyz

Teve tendências para 2018, no SXSW

Você acha que o futuro da mídia está nos smartphones? Esqueça. Segundo a futurista Amy Webb, professora da NYU Stern School of Business e fundadora do Future Today Institute, 2018 marcará o início do fim dos celulares inteligentes. A previsão foi feita em sua concorrida apresentação Tendências de Tecnologia para 2018, que lotou o auditório de 600 lugares na manhã deste domingo, 11, no SXSW, em Austin, Texas.

O prognóstico é a progressiva transição na próxima década da era dos computadores e celulares para vestir a tecnologia, usando comandos de voz, tato e voz. As mudanças devem radicalmente mudar a forma como se consome noticias, a começar pela postura corporal. “As pessoas podem se tornar mais sociáveis, não estaremos todos olhando para baixo como agora. Na China, você já pode sorrir para pagar suas compras, o sistema reconhece você”, exemplificou.

Outra tendência seria a fragmentação da internet, a partir da difusão de regulamentações em diferentes países: “Se vocês acham que temos um problema com fake news agora, vocês não sabem o que está por vir”, alertou a palestrante. Ao final da apresentação, ela divulgou o link para dois relatórios, com a compilação das tendências globais de tecnologia em 2018 e, também, seu impacto na área de mídia e jornalismo.

“Jornalistas precisam entender o que inteligência artificial é, o que não é, e o que isso significa para o futuro das notícias. Pesquisas avançadas em inteligência artificial têm progredido tanto, que hoje é um componente fundamental do nosso trabalho no Future Today Institute”, registra um dos trechos da publicação destinada a jornalistas. O documento também destaca elas estão presentes em todas as principais tendências do relatório, e é de vital importância que todos os tomadores de decisão na área do Jornalismo estejam familiarizados com os atuais e emergentes cenários de inteligência artificial.

Acesse os relatórios (em inglês):

Relatório Tendências de Tecnologia para Journalismo e Mídia 2018

https://futuretodayinstitute.com/2018-tech-trends-for-news/

Relatório Tendências de Tecnologia 2018

https://futuretodayinstitute.com/2018-tech-trends-annual-report/

Fonte: Letícia Duarte para Coletiva.net