Case Kitchen – aumento na perfomance online

Quando a Kitchen procurou a Plin em parceira com Zag Estratégias ela precisava aumentar sua perfomance no ambiente online. Como, por exemplo:

O Gustavo Machado

A Quer

Além disso, a Kitchen precisava marcar presença enquanto marca de guardanapo e papel toalha. E também aumentar o engajamento dos seguidores em sua página no Facebook.

Como projeto a Plin e a Zag trabalharam com posts no Facebook, passando por promoções na rede social e também atendimento de seu inbox, além do Blog da marca.

Facebook:

Foram realizados posts semanais com conteúdo e informações dos produtos, além de ter sido estabelecido um calendário promocional, uma ação para o dia dos pais e um lançamento de um Ebook com receitas de clientes. As mensagens do inbox no Facebook eram respondidas diariamente. Pessoas influentes, como a Chef Betina Oliveira, também deram seus depoimentos sobre como preferem usar a marca Kitchen às outras marcas.

– Ação de Dia dos Pais

– Ebook

– Também foi criado um concurso cultural assinado pelo renomado chef Jamie Oliver

Blog

Além disso, o blog passou a ser focado em conteúdo que interessasse as consumidoras. O conteúdo foi criado após a realização de uma pesquisa com as leitoras via Facebook.

Respostas do Inbox

Para Plin, cada cliente é diferente e precisa de um atendimento individual e singular. Quer construir sua marca nas redes sociais? Entre em contato conosco.

7 recursos de FacebookAds que todo mundo deveria conhecer

  • Lead  Ads

Lead Ads são anúncios do Facebook que servem para uma coisa importantíssima: coletar dados do seu público-alvo.

E ele não só é barato e eficiente, mas também elimina a necessidade de ter que desenvolver uma landing page para abrigar o seu conteúdo ou cultivar uma mailing list.

Este recurso permite a você fazer tudo isso de um jeito intuitivo, ágil, elegante e muito bonito. Por que isso importa? Taxa de conversão. A experiência do usuário é tão boa que ele se sente “obrigado” a preencher aquele formulário, antes entediante demais para sequer merecer a sua atenção.

Isso acontece porque o Lead Ads é hospedado no próprio Facebook. Dessa forma, o usuário não sai do aplicativo, ou seja, o processo é muito mais ágil e muito mais integrado.

Fotos: Reprodução

  • Video Ads

Video Ads é a nova sensação do Facebook. Na verdade, segundo a Revista Fortune, o Facebook se tornará uma rede social de vídeos em 2021. Por quê? Os usuários do Facebook assistem em média 100 milhões de horas de vídeo por dia. Além disso, visualizações de vídeo crescem mais de 800% por ano, enquanto posts estáticos declinam cada vez mais.

  • Anúncios de envolvimento

Quanto menos curtidas você tem em sua página, menos chances do seu prospect comprar de você. Afinal, se o seu modelo de negócios é tão bom, onde estão seus consumidores?

Quanto mais seguidores você tiver, mais chance de impactá-los você tem. E isso é importante porque leva tempo para você educar o seu consumidor sobre sua proposta de valor, e leva ainda mais tempo para ele comprar de você. Uma vez que ele dá um like na sua página, você tem um canal de contato direto com ele. Aproveite.

Remarketing

O Facebook deixa você atingir pessoas que já interagiram com a sua marca. Talvez eles já tenham visitado o seu website ou deixado o email para receber seu newsletter, por exemplo.

Agora o que você pode não saber é que o Facebook traqueia essas pessoas com cookies para que, caso você queira fazer uma campanha de remarketing, você possa lembrá-las da sua marca e talvez convertê-las em cliente.

  • Segmentação comportamental

A segmentação comportamental do Facebook lhe permite atingir pessoas baseado em seu histórico de compra, intenção de compra, atividades digitais e muito mais.

O Facebook usa dados terceirizados para entender com mais precisão o que consumidores estão de fato comprando no mundo off-line e online. Depois de coletar esses dados, eles relacionam aquele comportamento com o ID do usuário e criam um público bem mais segmentado e específico.

Por exemplo, você pode segmentar seus anúncios para pessoas que costumam fazer doações, que são digitalmente ativas, por comportamento financeiro, por comportamento de compra, por perfil residencial e muito mais.

Mas quais são os benefícios?

  • Maior relevância – ao atingir o público certo, você não apenas gera mais rentabilidade, mas como também mais valor para o próprio receptor. Afinal, você comprovou por meio da pré-segmentação comportamental que ele expressou certo interesse pelo que você está propondo em algum momento da vida dele.
  • Maior CTR (Click Through Rate) – e ao gerar mais relevância e segmentação, a taxa de cliques do seu anúncio aumenta também.
  • Mais engajamento – seu produto é algo que interessa ao seu target. Logo, as chances dele engajar com o que você está oferecendo são bem maiores.
  • Maior Retorno sobre investimento – Ao excluir consumidores que nunca sequer demonstraram interesse pelo seu produto, você atinge o público certo a um custo menor.

 

  • Pixel

Pixel são linhas de código que o Facebook implementa no seu site. Com essas linhas de código, eles conseguem traquear as ações de um usuário dentro do seu site, desde que esse usuário tenha vindo de um anúncio seu no Facebook.


Com o Pixel, você descobre o número de pessoas que adicionaram um produto ao seu carrinho, saíram com o carrinho cheio, fizeram uma compra de fato, registraram o seu email etc. Ele também vai te ajudar a mensurar taxa de conversão, otimizar seus anúncios e segmentação, ter insights relevantes sobre seu target e muito mais. É incrível.

  • Bots de Messenger

Interações conversacionais é o futuro da relação homem-interface. E foi pensando nisso que o Facebook abriu o Messenger para a criação de bots personalizados para o seu negócio.

Para ficar fácil de entender, vamos lhe mostrar alguns exemplos:

And Chill é um bot de Messenger que tem uma função: te dar recomendações de filmes baseado em suas preferências. Ele funciona assim: você clica no link, entra no messenger e diz olá. Você vai automaticamente receber uma mensagem te pedindo pra falar o seu filme favorito e porque você gosta tanto dele. Depois de alguns minutos, o bot seleciona uma série de títulos que tenham a ver não só com o gênero do seu filme, mas também com a sua justificativa. Detalhe, ele te passa todos os trailers e se você fala “me conte sobre [título]”, ele te passa uma sinopse completa. Dá uma olhada, você vai entender a magnitude do que eu estou querendo dizer.

Outro exemplo, mas agora mais empresarial. Hoje em dia, você já consegue pedir Pizza Hut pelo Facebook conversando com um bot nos Estados Unidos. Não precisa baixar aplicativo nem discar um número de telefone.

Grandes empresas já estão se movimentando em direção às interfaces conversacionais. Além de serem extremamente intuitivas, elas proporcionam uma experiência única, que gera não apenas mais interesse, como também valor e engajamento superior a qualquer outro tipo de interação.

Fonte: Startupi

 

Nós fazemos para você: comunicação 360°

apresentacao
Você já conhece ou já ouviu falar em comunicação 360º? Se sim, sabe o que é?

A comunicação 360º é a distribuição das informações sobre sua empresa de forma integrada, ou seja, a união de ações online e offline, o que proporcionará resultados positivos e significativos.

Outro benefício que a comunicação 360º traz à sua empresa é a fidelização dos clientes, pois conquistar um novo cliente pode custar até 7 VEZES mais.

Pensando nisso, a PlinDigital diferencia seu posicionamento no mercado e passa a atuar como consultora de marketing digital, especialista em comunicação 360º.

Como?

O primeiro passo para sua empresa ter uma comunicação 360º que realmente funcione é o diagnóstico do que ela precisa.

Exemplo: não adianta a empresa precisar de um Twitter e ter um Blog.

Depois deste primeiro passo é feito um plano de ação.

Após o plano de ação são definidas estratégias e ferramentas que serão utilizadas.

E então é possível determinar se haverá:

– Produção de conteúdo;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Gestão de Google Adwords;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Campanha de email marketing;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Campanhas para WhatsApp;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Gestão de rede social;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Criação de Blog;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Criação de site;

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

– Criação de hotsite e/ou landing page

Clique na imagem para ampliá-la

Clique na imagem para ampliá-la

Cada empresa necessita de um plano de ação, ferramentas e estratégias diferentes. E a Plin é especialista nestes diagnósticos e consultorias, nós vamos mapear o que sua empresa precisa e indicar os caminhos mais assertivos.

E então? Deixe a Plin ajudar você?

Nós fazemos para você: monitoramento de Redes Sociais

A Plin Digital em parceria com a Sentimonitor auxilia seus clientes com monitoramento de Redes Sociais. Pensando nisso, conversamos com o gerente geral da Sentimonitor, Hugo Pinto, e a jornalista e analista de mídias sociais da empresa, Bruna Gassen.

Confira nosso bate-papo:

1 – O que é monitoramento de Redes Sociais?

É exatamente o que o termo diz: monitorar as redes sociais (digitais), só que com algum objetivo. Diversas redes sociais podem ser monitoradas como Facebook, Twitter, Instagram e YouTube, por exemplo.
É importante lembrar que o monitoramento das redes sociais não se aplica exclusivamente a marcas de produtos e serviços. No marketing político, por exemplo, o monitoramento das mídias sociais é essencial para sentir a tendência do eleitorado.
Para um exemplo mais prático: a marca X pode monitorar seus perfis nas redes sociais e monitorar o que as pessoas falam espontaneamente da sua marca. Assim, ela terá uma análise completa: tanto dos seus perfis próprios quando do que é espontâneo. Além disso, é comum que marcas monitorem marcas concorrentes, para entender melhor o comportamento do mercado e analisar estratégias de conteúdo e conversão de clientes.

01

2 – Para que serve o monitoramento? Quais suas vantagens?

O monitoramento pode ter diversas aplicações – evitar uma crise de imagem de uma empresa ou marca, monitorar concorrência e fazer um benchmark ou orientar a produção de conteúdo monitorando temas amplos e encontrando temas específicos que podem ser trabalhados. Outra aplicação do monitoramento é encontrar leads (possíveis clientes) já no fim do funil de vendas através da combinação de termos típicos de intenção de compra. Por exemplo, é possível monitorar usuários no Twitter que tenham intenção de comprar uma bermuda. Como? Monitorando e combinando os termos “quero+bermuda”, por exemplo. Dessa forma um e-commerce que vende bermudas pode entrar em contato com esses usuários e efetuar a venda.

02 

3 – Qual empresa ou prestador de serviço pode se valer do monitoramento para vender mais ou ter mais clientes? Explique.

O monitoramento pode ser útil para diversos tipos de empresas e organizações. Serve para monitorar imagem (evitar crises, alavancar boas oportunidades de interação), entender o perfil do público, avaliar o crescimento da participação nas redes sociais, fazer um comparativo de mercado, entre outros.
Atualmente a Sentimonitor trabalha com diversas empresas, principalmente do setor varejista, hoteleiro e de e-commerce, como LG e Olympikus, além de comitês de campanha e administração pública. Mas qualquer marca, empresa ou pessoa pode ser monitorada, as aplicações são diversas.
O monitoramento de termos pode ser muito interessante para empresas que queiram encontrar usuários com intenção de comprar determinado produto nas redes sociais. Se um usuário publicar no seu perfil público do Twitter que quer comprar uma saia rosa mas não a encontra, uma empresa que esteja monitorando os termos “comprar”+ “saia” + “rosa” pode visualizar esse post através da Sentimonitor e entrar em contato com esse cliente (através da plataforma é possível acessar o link original da postagem).

4 – Posso fazer o mesmo monitoramento em todas as redes sociais?

Não. Cada rede possui especificações de monitoramento. Para começar, é importante entender que todas as redes sociais só permitem o monitoramento de perfis públicos. No Instagram é permitido o monitoramento de usuários, perfis e hashtags. No Facebook é possível monitorar Fan Pages e Grupos públicos, mas não é possível monitorar grupos privados ou perfis pessoais, mesmo que sejam públicos. No Youtube é possível monitorar postagens e comentários através da combinação de termos, como nas redes do Google (como AND, NOT e OR). No Twitter é possível monitorar perfis, termos e hashtags de todos perfis públicos.

497124482

5 – Qual valor agregado o monitoramento traz para uma empresa que contrata o nosso serviço?

Trabalhar com a Sentimonitor e a PlinDigital possibilita um planejamento e análise do que é feito e dito nas redes sociais. É possível, a partir da análise desses dados, criar ações mais assertivas e entender quem são os usuários que interagem com uma marca. A plataforma calcula um ranking de influenciadores segmentado de acordo com o interesse do cliente, que são as pessoas que mais interagem ou têm capacidade de propagação em relação a um determinado tema, marca, usuário ou empresa, além de prover métricas de performance de conteúdo e presença social, e gráficos, indicadores e resumos quantitativos.
Consideramos que nenhuma ação de marketing ou publicidade nas redes sociais está completa se não for planejada, executada, mensurada e analisada, e é nas fases de planejamento, mensuração e análise que fazemos a diferença, entregando os melhores indicadores, recomendações e insights.