A catarinense que tem mais tempo de estrada

A Neoway foi fundada quando dados ainda não eram considerados ouro e o termo Big Data ainda não havia sido reconhecido. Foi em 2002, em Florianópolis, Santa Catarina. Jaime de Paula usou toda a expertise no setor para auxiliar empresas como  Unilever, Suzano e Unimed. Hoje, a veterana canditada a unicórnio, tem soluções personalizadas a oferecer e uma plataforma de SaaS para análise e inteligência a partir de dados.

Em fevereiro deste ano, a Neoway galopou em busca do seu crescimento ao adquirir a startup de marketing digital Sevennova. Sua meta é crescer de 50 a 75% no ano.

Conheça a Neoway: http://bit.ly/2ZkypfY.

 

 

neoway

Unicórnios brazucas: quem é quem no páreo

Algumas publicações atrás, iniciamos uma série que apresentou aquelas startups que alcançaram a meta de avaliação de U$ 1 bi o título de Unicórnio.  A partir de hoje, vamos falar daquelas que podem chegar a esta marca este ano.  Acompanhem!

A Creditas foi fundada em 2012, em São Paulo, por Sérgio Furio. Até 2017 operou com o nome de BankFacil, fornecendo produtos relacionados a crédito com garantia imobiliária ou automotiva.  Pode se tornar Unicórnio em 2019 depois de um crescimento de 2016 para 2017 de 700% de sua receita, de 2017 para 2018 de 500%.

Uma curiosidade a respeito da Creditas:  Furio chegou ao Brasil sem falar português e a decisão de investir aqui foi por saber que as taxas de juros no país chegavam a 200% ao ano.  Saiba mais sobre a Creditas aqui http://bit.ly/2ZbFaAC.

 

creditas

Conheça o unicórnio que mata a sua fome

O marketplace online de entrega de comida iFood é brazuca e unicórnio desde novembro do ano passado.  Seu controle foi adquirido pela holding brasileira Movile, em 2014. O aplicativo criado em 2011 com sede em São Paulo, tem como fundadores Eduardo Baer, Felipe Fioravante, Guilherme Bonifácio e Patrick Sigrist.

Seu volume de uso é de 6 milhões de pedidos por mês e até 50 mil usuários simultâneos nos finais de semana. Quando bate a fome, também conhecido como horário de pico, são 50 pedidos por segundo.

Para conhecer mais sobre o iFood, clique aqui http://bit.ly/2Jb4t1S.

 

ifood