Unicórnios brazucas: acompanhe a série de posts sobre startups

Quando começaram a atingir o objetivo de U$ 1 bi de valor de marcado, as startups ficaram conhecidas como Unicórnio, afinal, a proporção era tão pequena que eram praticamente criaturas mitológicas raras.
Hoje, o chamado clube dos Unicórnios está ficando cada vez mais acessível e o objetivo a ser alcançado é o dos Decadórnios, ou seja, startups que chegaram a ser avaliadas em U$ 10 bi. Entre as 20 que já chegaram lá estão Uber, Didi Chuxing, WeWork, AirBNB e SpaceX.
A partir de hoje, toda semana a PlinDigital traz um pouco sobre os seis Unicórnios que, em fevereiro deste ano, estavam estabelecidos no Brasil. Vamos ao primeiro?
99

99..JPG
Fundada em 2012, virou Unicórnio em janeiro de 2018. O app de mobilidade tem sede em São Paulo e seus fundadores são Ariel Lambrecht, Paulo Veras e Renato Freitas. A empresa iniciou suas atividades como 99Taxis e o objetivo na época de sua fundação era o de facilitar o acesso de passageiros a táxis convencionais. Ao dar de cara com a Uber, a empresa se adaptou, mudou o nome e o escopo. A 99POP passou também a integrar passageiros aos motoristas particulares. Quando a Didi Chuxing adquiriu a 99 é que ela virou Unicórnio. A chinesa já havia comprado parte da 99 em 2017.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s